Seja por sazonalidade do tipo de trabalho, ciclos de venda mais ou menos demorados e ainda em momentos de crise, as variações no volume de trabalho são realidade para muitas pessoas, sejam elas empreendedoras ou funcionários de organizações. E o que fazer com o tempo, aparentemente livre?

A falta de tempo é um discurso de muitos de meus clientes. Falta tempo para ir ao médico, para fazer exercício, para desenvolver um projeto voltado para o futuro, para começar um curso etc. Mas a falta de tempo é também uma desculpa. E virou quase uma rotina para justificar tudo o que não priorizamos fazer.

Um hábito que desenvolvi há bastante tempo foi o de fazer listas. Coisas que tenho que comprar. Coisas que preciso fazer, mas não estou com dinheiro ou tempo etc.  De alguma forma registrar as coisas para as quais você não tem tempo pode ser uma boa dica para que, nos momentos que o tempo apareça, você não fique sem saber o que fazer. Só não vale perder a lista.

Vou dar um exemplo bem simples. Um cliente desmarcou uma reunião. Isso acontece, não é? E aí? O horário que estava bloqueado ficou livre. O que você faz? Sabe qual é a resposta de muitas pessoas? Nada. Fico tão ansioso e com tanta coisa para fazer, tantas opções, que acabo não fazendo nada. É a Lei de Parkinson. O tempo é proporcional a quantidade de coisas que você tem para fazer. SE tem menos coisas, ele se expande e você gasta mais tempo. E de repente, o tempo pluft. Sumiu.

É nisso que as listas ajudam.

Outra alternativa é olhar o que é valor para você. Ou seja, o que é mais importante na sua vida? Suas pedras grandes, como uma amiga Luciana, costumava me dizer. Esse é um bom direcionador. Como aproveitar o tempo que sobrou para abastecer seu tanque de energia? E o que energiza um é diferente do que energiza outra pessoa. Olhe os talentos aí de novo.

Sobrou tempo. O que é importante para mim? Aprender. Olhe o que você precisa estudar. O artigo que você queria ler. O vídeo que todo mundo recomendou, mas você não pode ver ainda. Ser organizado é importante e me deixa feliz. Organize suas finanças. Adiante a agenda de amanhã. Preciso gastar energia para ter energia. Mais um dia de academia? Sair com amigos? Tomar um café.

O importante é parar para refletir e descobrir o que você quer e pode fazer com esse tempo sobrando. E vale descansar também. Vale brincar com filho, ligar para alguém. E apenas pensar, refletir, meditar. O importante é que você use o seu tempo a seu favor. Não contra você.

Por Ana Paula Alfredo – Fundadora da Agrégat Consultoria – Especialista em Liderança e Desenvolvimento de Pessoas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.