O que é Modelo de Negócios

Segundo os autores do livro “Business Model Generation”, Osterwalder & Yves Pigneur, um modelo de negócios descreve a lógica de criação, entrega e captura de valor por parte de uma organização.

O boom do desenvolvimento de Modelos de Negócios aconteceu simultaneamente com o crescimento das startups que reinventavam as lógicas de fazer negócio.

Mais do que um plano, descrevendo as atividades em um cronograma ou avaliações da concorrência, as novas empresas precisavam explicar porque seus negócios eram inovadores, como conseguiam resolver problemas, etc.

O modelo do livro é o mais comum. Para quem gosta do assunto, super vale a pena comprar o livro.

Para retratar o modelo de negócio, os autores sugerem que se exponha o modelo de negócios em um canvas, ou quadro, que resume os 9 componentes.

Essa exposição é chave para o entendimento de que tudo tem que estar “encaixado” e fazer sentido para que o Modelo de Negócios funcione.

No site (www.businessmodelgeneration.com) você consegue baixar o poster para poder preencher para o seu próprio negócio.

Os 9 componentes

No quadro, podemos observar que há 9 componentes numerados. Essa numeração não é aleatória, e indica uma sequência lógica, que deve ser seguida.

Tudo começa com a escolha do seu cliente. Para quem você está criando valor? Essa fase é fundamental e pode ser muito demorada. Sempre achamos as ideias que temos maravilhosas, mas a quem elas servem? Que problemas vão resolver?
Sem isso, nada feito!

Para cada segmento de clientes, significativamente diferente, você deve construir um novo modelo de negócios. Às vezes o produto é o mesmo, mas a forma de distribuir, de comunicar, etc. varia muito, alterando assim o modelo de negócios.

O quadro abaixo, retirado do livro, mostra os 9 componentes.

Pode parecer simples, mas não precisamos de formatos complexos. O que não podemos é simplificar nossa atuação no mercado para garantir que entreguemos valor aos nossos clientes.

Além do livro, há alguns sites que também tem as informações de como desenhar o modelo, como o Strategizer, só que este está em inglês. https://strategyzer.com/canvas/business-model-canvas

Na internet há muitas informações e dicas. Mas fazer o modelo de negócios é um desafio e começa com o conhecimento detalhado de para quem você está desenhando a ideia.

Algumas ferramentas apoiam nesse processo, como o mapa de empatia. Aqui no site, temos algumas dicas sobre como montar um mapa de empatia.

De uma maneira simplista, empatia é entender os sentimentos dos outros, entrando em seu mundo de sensações, e demonstrar esse entendimento, mesmo que as outras pessoas vivam e sintam coisas diferentes de nós.

Parece simples, mas não é. Se colocar no lugar do outro é muito difícil, já que, ao assumirmos esse papel, levamos conosco todas as nossas crenças, toda a nossa bagagem.

Para empresas e negócios, ser empático nos traz vários benefícios como:
  • – Entendemos melhor nossos clientes e consumidores
  • – Entendemos melhor o que não é dito
  • – Nos tornamos mais autoconscientes do que dizemos e como agimos com relação ao outro
  • – Lidamos melhor com conflitos
  • – Melhoramos nossa comunicação